CENTRO HISTÓRICO DO PORTO SÉ CATEDRAL

My Image
PORTO CENTRO HISTÓRICO
SÉ CATEDRAL
My Image

VISITA VIRTUAL 360º

Sé Catedral

A Sé do Porto ergueu-se entre os meados do séc. XII e os finais do séc.XIII , e sucedeu a outra igreja menor, implantada no mesmo local. Nesta época das cruzadas, o Porto recomeçava a crescer, envolvendo a catedral que dominava do alto da Penaventosa. São visiveis os elementos caracteristicos do românico português (com influências francesas da zona do Loire) como por exemplo a adopção dos toros diédricos e de capiteis sem imposta, ou o recurso a elementos estruturais já anunciadores do gótico como o uso dos acrobotantes, que a par dos de Alcobaça foram os primeiros em Portugal.
A Sé do Porto obedece a um modelo comum às igrejas catedrais com claustro à direita rodeado por construções de diferentes épocas. O claustro velho é certamente o remanescente do antigo cemitério do bispo, o espaço de imunidade existente em torno das igrejas. Mas foi em torno do claustro gótico que, a partir dos finais do séc. XIV, se organizaram as dependências da catedral : a sacristia, resultando provavelmente da adaptação de um anterior espaço de reuniões do Capítulo; a Casa do Cabido, construída no inicio do séc. XVIII sobre um dos espaços alpendrados que envolviam a Catedral; e as capelas funerárias de João Gordo, de construção medieval, ou a de S.Vicente, obra do séc. XVI.
Após a reforma da Sede Vacante (1717-1741), as paredes e as abóbadas das naves apresentavam-se integralmente revestidas de estuque que, à semelhança da obra visivel na capela-mor, era decorado com pinturas e conjugava-se com talhas.