Porto
CASA DA MÚSICA
FOYER NASCENTE

VISITA VIRTUAL 360º

Foyer nascente - Casa da Música

FOYER NASCENTE

Cada um dos grandes vãos existentes nas extremidades do Auditório Principal são por razões acústicas, constituídos por dois "planos " de vidro separados entre si de 6.5m. Os vãos têm uma largura de 23.2m, o vão Nascente tem uma altura de 12.30m e o vão Poente, uma altura de 14.70m. Estas alturas são "vencidas" por três vidros sobrepostos. Os dois superiores são suspensos da cobertura e o inferior está apoiado na base.
A resistência às cargas do vento é conseguida através do perfil ondulado do vidro e por duas discretas treliças metálicas horizontais, situadas aos terços da altura, entre os dois planos de vidro. Para cargas horizontais, os painéis de vidro vencem a vão vertical entre treliças ou entre estas e a base ou a cobertura.
O peso das paredes de vidro ondulado é transportado por vigas de aço que são penduradas do muro de concreto em cima da abertura na forma concreta do edifício.
O Arquitecto não queria caixilharia, apenas vidro. Rob NIjsse da ABT apresentou uma proposta usando vidro ondulado. Desta forma conseguia um vidro estrutural, para estes vãos cuja deformação era de 5mm comparada aos 750mm do vidro plano, não necessitando de caixilharia. Na altura o fabrico destes vidros estava limitado ao comprimento de 4.5m, pelo que dividiram a vertical em 3 partes.


My Image
My Image